quinta-feira, 15 de julho de 2010

Bastidores da Memória

No dia 31 de maio passado, logo após o Concílio Geral Extraordinário; encontrava-me eu, juntamente com Maria Célia, em um culto na IMW Central de Petrópolis, comemorativo dos 80 anos de vida abençoada da querida irmã Glória, mulher de testemunho exemplar naquela igreja. Entre seus filhos estão o Bispo Sinvaldo, o Pastor Silmar, o Pastor Silvio e a Missionária Solimar (todos presentes ao culto solene). Na ocasião, foi-me dada a oportunidade de orar por ela, naquela cerimônia tão emocionante. Ao final, em meio aos cumprimentos de familiares e convidados presentes, deparei-me com um irmão que não via a muitos anos. Ele abraçou-me e perguntou-me se por acaso me lembrava dele. Respondi que sim! Então, comovido, falou-me sobre sua filha. Naquele instante, minhas lembrancas se reportaram a um grande trabalho de avivamento, que o inesquecivel Bispo Gessé promovia todos os anos na IMW do Itamarati, nos anos 70. Portanto, dos bastidores da memória, trago para enriquecer esta página, a história que passo a contar, com o titulo de:

Revelação Constrangedora

A cena permanece viva em minha mente: Em um culto marcado por gloriosa unção, foi-me passada, pelo Bispo Gessé, a oportunidade para pregar. Alguns membros do Conselho Geral ocupavam o púlpito. Dentre eles, lembro-me muito bem dos Pastores José Moreira da Silva e Oriele Soares do Nascimento, os quais já estão com o Senhor. A partir do momento em que passei a fazer uso da palavra, comecei a receber revelações do Senhor; e naquela noite em especial, foram diversas revelações em sequência!

Dentre as muitas revelações recebidas, recordo-me de ter chamado à frente, para receber a benção de Deus, um homem que tinha sério problema de impotência sexual (Deus me revelou até a idade do homem). Sem vacilar, me pronunciei: "Deus me revela que existe no recinto um homem, com 28 anos, com grave problema de impotência, motivo pelo qual vive com o seu casamento em crise. Que venha a frente, para ser curado"! Veio então um rapaz, bastante constrangido, e se postou à minha frente. No meu espírito, eu sabia que era ele o homem da revelação. Orei por ele, e passei a outras revelações naquela noite.

Após o culto, o Pastor Oriele, então pastor da IMW Central de Petrópolis, chamou-me para conversar. Eu sabia que ele era um implacavel crítico ao meu ministério, por achar que aquilo não passava de "adivinhação". O que ouvi dos seus lábios me devolveu a tranquilidade que sua presença geralmente me tirava, pois sabia o que pensava a meu respeito: "Calegari, voce sabe que nunca vi o teu dom como algo de Deus. Para mim tudo isso tinha a ver com espírito de adivinhação. No entanto, este rapaz é minha ovelha. Ele procurou-me a dias atrás para buscar ajuda, compartilhando-me o seu sofrimento com este problema. E voce revelou o problema e até a idade. Vejo que tuas revelações são realmente de Deus". E este irmão viu nascer sua filha, um ano depois, como testemunho do milagre que Deus operara!

Encontrá-lo agora, depois de tantos anos, me trouxe uma satisfação muito grande. Ao me abraçar, ele não mencionou o milagre que experimentara. Todavia, ao perguntar se eu me lembrava dele, referindo-se também à sua filha, sinalizou para mim que o tempo não o fez esquecer. Realmente, Aquilo não fora um sonho; ou mesmo fruto de uma imaginação influenciada pela emoção. Naquela noite, mediante divina revelação, Deus agira de fato em sua vida!

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário